Amarrar no poste ou levar pra casa? A solução burra, de quem não quer pensar.

burroO texto abaixo foi compartilhado por minha filha Helen Brites no seu perfil do Facebook. Trata-se de uma opinião lúcida da Lara Luccas. Uma pequena prova de que juventude e baderna não são a mesma coisa, como querem que pensemos.

O Título e a imagem ilustrativa não foram dados pela autora do texto.

“Galera que tá me mandando adotar bandido e dar de comer, segue lista de bandidos que vocês adotam, dão de comer, casam, etc:

– O maconheiro da faculdade (inclusive obrigada)
– Quem bebe com -18
– O brother que comeu a mina bêbada no churras (gente essa frase foi tão caricata que chega deu uma coceira)
– O cara que deu um jeitinho de tirar a cnh sem bater ponto em todas as aulas
– O que se livrou do alistamente porque era amigo do general
– tiozão que fala “bandido bom é bandido morto” incitando publicamente a prática de crime (oq tbm é um crime)
– O amigo que bebeu, mas ah, ainda tá de boa pra dar uma carona
– A amiga que foi pra disney e voltou com fone da beats e iphone estourando o limite, mas não declarou pra não pagar taxa
– O cara que usa proxy falso
– O cara com endereço fake na apple store pra comprar app gringo
– Tio da tv com gato
– Amigo que arranja atestado pra você ir bater 1 baba no dia da prova
– Tia que até agora tá passando a perna na empregada e não quer assinar carteira
– Galerinha dos downloads ilegais
– Um certo gênio do cinema que eu particularmente prefiro chamar de estuprador pedófilo
– Alguns muitos artistas que batem em mulheres
– Ex aluno que largou os estudos tem uns 20 anos mas ainda paga meia com a carteira falsa

Lista segue.

Nunca vi vocês amarrando nenhum desses num poste.
Curioso.

Deixando claro que NINGUÉM tá defendendo bandido. Só não engulo essa hipocrisia nojenta de vocês, que se acham menos marginal que o moleque que bate carteira.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


5 − = três