«

»

dez 24

Complexo de Israel, favela de Nazaré, ano 1.

maepobre

Ela era de família pobre. Morava num complexo de favelas chamado Israel, no morro de Nazaré, um lugar dominado por mal feitores. Era adolescente, pobre, mulher. Tinha tudo para ser desprezada e marginalizada.

Seu nome era Maria de Nazaré.

Um dia, recebeu uma notícia trágica: estava grávida. Na região onde morava, ser mãe solteira não era algo visto com bons olhos. A sociedade patriarcal machista não admitia esse tipo de deslize.

Um amigo de Maria chamado Angelus, diz que ela era uma mulher muito abençoada, pois a benção de Deus estava sobre ela. E disse ainda que dela nasceria o filho de Deus.

Este mesmo amigo procura o futuro esposo de Maria de Nazaré, o José, para dar-lhe a notícia. A princípio ele fica conturbado. Como aceitar uma situação dessas? Como explicar para uma sociedade machista que sua futura mulher estava grávida, se ele mesmo não tivera nenhum contato sexual com ela? Ele então resolve deixar essa situação em segredo.

Deus então subverte a ordem normal das coisas, fazendo com que seu único filho fosse recebido no útero de uma adolescente pobre, moradora da periferia, mãe solteira.

Subverte ainda mais, ao convencer José de que o que estava para acontecer fazia parte de um plano muito maior, que traria salvação a toda a humanidade.

Anos depois, os religiosos, quando encontram uma adolescente que se torna mãe solteira, agindo de forma pré-conceituosa, reúnem-se em suas instituições e decidem que a mesma deve ser expulsa.

Mostram dessa forma, que nada aprenderam com o Deus, que subvertendo a ordem, trouxe salvação ao mundo, através de uma moradora da periferia, adolescente e mãe solteira.

Que sejamos como Deus, que escolhe e acolhe sem nenhum tipo de preconceito e que traz salvação, não a partir de uma perspectiva de poder, mas de humildade e simplicidade.

Feliz natal a todos e a todas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


× 9 = setenta dois