Saindo e chegando

“Como ribeiro de água, assim o coração do rei na mão do Senhor, este, segundo o seu querer, o inclina.” (Rei Salomão)

“Quero lá la la ia lá lá ia lá lá ia lá lá ia, porque eu tô voltando” (Chico Buarque de Holanda)

Depois de um período de aproximadamente quinze anos estou voltando para a Igreja Batista. Saí de lá com minha esposa, hoje retorno com meu casal de filhos, bênçãos que o Eterno derramou sobre nossas vidas.

Foi um período de grandes realizações. Fizemos parte de duas igrejas pentecostais (Assembléia de Deus) e cremos que pela Graça de Jesus, fizemos parte e deixamos o nosso nome na história dessas comunidades.

Agradecemos a Deus por todos os amigos que fizemos nessas igrejas. Com certeza os levaremos conosco, como diz a música, “…guardados debaixo de sete chaves no lado esquerdo do peito”.

Alguns, a despeito de nossa vontade contrária, quiseram se colocar como inimigos. Aos que quiseram ser assim, também agradeço. Fizeram-nos crescer e praticar o verdadeiro cristianismo.

Foi uma fase de grandes aprendizados. Alguns positivos, outros, nem tanto. Mas todos valeram.

Queremos voltar na perspectiva de que, assim como o coração do rei descrito por Salomão é conduzido pelo Senhor, nosso coração também o é. Queremos viver uma vida que dê frutos para o Senhor. Fizemos isso nesses quinze anos e queremos continuar fazendo em nossa nova comunidade de irmãos.

Já recebi algumas críticas em função da minha decisão, e aí faço como o Chico: Quero é cantarolar uma canção, “porque eu tô voltando”.

Para a nossa nova comunidade de irmãos, a Igreja Batista de Abolição, pastoreada pelo Pr. Leopoldo de Souza Rodrigues, gostaria de dizer que precisamos de braços que se abram num grande abraço que diga, mesmo sem palavras, vocês são bem vindos.

Para a nossa antiga comunidade de irmãos deixamos um até logo, pois em breve nos reuniremos com Jesus nos céus e aí será uma grande festa sem fim.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


9 + = catorze